Youtuber Logan Paul na floresta do suicídios
O astro do You Tube Logan gravou um vídeo polêmico na floresta do suicídios

Youtuber Logan Paul faz filmagem na floresta do suicídios no Japão

A estrela do YouTube americano Logan Paul anunciou uma pausa na postagem de vídeos. A decisão sucede um pedido de desculpas do influenciador, que despertou uma onda de críticas por filmar um suposto homem suicida e publicar na plataforma. Na ocasião, ele e um grupo de amigos visitaram uma floresta do Japão conhecida por ser local de frequentes suicídios. Ao encontrar o suposto suicida, cuja identidade não foi revelada, o grupo parece chocado, mas também faz piadas com a situação. (floresta do suicídios)

No Twitter, nesta quarta-feira, o youtuber destacou que vai suspender sua conta na plataforma “por agora” e “tirar um tempo para refletir”. As imagens foram consideradas “nojentas” e “desrespeitosas” por internautas e produtores de conteúdo da web.

Leia também – Justin Bieber vende quadro religioso pelo Instagram

O youtuber Logan Paul, que soma mais de 15 milhões de inscritos na rede social, causou polêmica ao publicar um vídeo no qual encontra o cadáver de um suicida pendurado em uma floresta no Japão. O vídeo foi retirado pelo próprio usuário 24 horas depois. A situação gerou desconforto e levantou debates: qual o papel da plataforma de conteúdo nessas situações? #JornalOGlobo

O vídeo foi assistido mais de seis milhões de vezes antes de ser retirado do canal, no qual o americano tem mais de 15 milhões de seguidores — entre eles, crianças e adolescentes. Com a repercussão, o jovem pediu desculpas duas vezes e alegou que queria alertar para o problema do suicídio.

“Eu estou cercado por boas pessoas e acredito que tomo boas decisões. Mas eu sou um ser humano. Posso errar”, destacou o youtuber, que ressaltou a grande responsabilidade de seu alcance nas redes e prometeu não cometer o mesmo erro novamente.

A floresta tem reputação trágica no Japão. Segundo a “BBC”, placas que sugerem a procura de ajuda em vez da morte são espalhadas pelo local. Editadas, as imagens foram republicadas no Twitter por outro usuário.

Fonte: Extra G1