O povo Yef vive em uma ilha no sul da Ásia, em cinco aldeias separadas por um terreno acidentado. Eles eram conhecidos por serem caçadores de animais e assassinos dos membros das outras aldeias. Ao ouvirem as histórias da Bíblia, eles foram impactados e mudaram de comportamento. O Evangelho foi pregado pela primeira vez entre o povo Yef em 1994, através de missionários. Matias, um ancião da aldeia, contou que antes eles não confiavam em Jesus e seguiam a espíritos malignos. Ele disse ainda que adoravam as árvores, a grande montanha e que matavam os homens de outras aldeias.

Hoje em dia, o relacionamento entre as aldeias é amigável. Embora a aldeia mais próxima esteja a dois dias de distância, caminhando a pé, as pessoas caminham atravessam a selva o tempo todo.

Sion, que tinha 15 anos quando o Evangelho foi pregado pela primeira vez na aldeia, falou que os conflitos eram parte da rotina das pessoas de Yef. Hoje ele tem 38 anos e está estudando para se tornar o primeiro pastor ordenado da aldeia.

Agora o povo Yef viaja para as outras tribos para compartilhar histórias bíblicas através de dispositivos em MP3, recebidos por missionários da organização The Seed Company, que traduziram as Escrituras para a língua local.

O projeto de tradução chamado OneStory demorou quatro anos para ser concluído. O missionário Chase Reynolds, que iniciou o OneStory com Sion e outros dois tradutores em 2012, viu as histórias bíblicas terem um impacto imediato nas pessoas de Yef e em outras aldeias. Ele lembra das palavras de um homem quando ouviu as histórias pela primeira vez. Ele declarou que seu coração era escuro e que as palavras eram como luz em seu coração.

Sion, o futuro pastor, finalizou dizendo que sua esperança é que as igrejas na área de Yef se baseiem no Evangelho e possam ministrar a seus próprios povos em sua própria língua.

Fonte: Guiame

Ouça a reportagem completa no site da RTM – Clique aqui