Criança encontrada há 14 dias pode ter sido raptada no Paraguai para ser adotada ilegalmente no Brasil.

menino que teria sido abandonado em uma rua de Cascavel, na região oeste do Paraná, pode ter sido trazido do Paraguai para ser adotado ilegalmente. A delegada do Núcleo de Proteção de Crianças e Adolescentes Vítimas de Crimes (Nucria), Raisa Vargas Scariot, afirmou em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (24) que o menino pode ser de origem paraguaia.

Segundo ela, a mulher que afirmou ter encontrado o menino de 1 ano em frente a sua casa no dia 10 de outubro é suspeita de trazer crianças do país vizinho e buscar casais para adoções ilegais no Brasil.

Uma outra menina de 9 anos, também paraguaia, estava na casa de Maria Conceição Queiroz, conhecida como “Maria Paraguaia”.

Após a divulgação da foto do menino, várias denúncias começaram a chegar ao Nucria, e a Polícia Federal passou a investigar o caso. Um casal teria adotado o menino ilegalmente e desistido da adoção. Sem saber o que fazer com a criança e para se livrar de suspeitas, a mulher teria forjado a história do abandono.

A Polícia ainda vai investigar a verdadeira nacionalidade do menino e, se for o caso, descobrir quem são os pais da criança no Paraguai. A família que teria desistido da adoção também será investigada.

Fonte – Portal RIC MAIS